//
você está lendo...
Notícias

O Velho Chico suplica seu abraço em defesa da Revitalização

Por Priscila Souza.

Repórter cidadã e Comunicadora Popular ASA/ Cáritas.

Todos aqueles que se solidarizam e lutam pela vida do Rio São Francisco estão convidados a participarem, no dia 7 de outubro, às 8h da manhã, no cais da cidade de Januária (norte de Minas Gerais), do ABRAÇO do rio.

O evento, organizado pela igreja católica, é um ato simbólico para manifestar a solidariedade em defesa do rio e para denunciar o assoreamento e a poluição que o “Velho Chico” vem sofrendo.

O ABRAÇO será no dia 7 de outubro, aniversário da cidade e dia dos Santos do Rio. Na ocasião haverá uma apresentação, com atores amadores vestidos de São Pedro e São Francisco, que representarão os protetores das águas e dos animais e descerão o rio São Francisco de barco para se encontrarem, à beira do cais de Januária, em sinal de benção e proteção ao rio que integra todo o Brasil e se torna fonte da vida e desenvolvimento dos povos. O evento está marcado para às 8h da manhã.

Maria José conhecida como Zeza agente da Cáritas Diocesana de Januária, diz que o ABRAÇO do rio, no cais de Januária, será um momento simbólico para conscientizar as pessoas sobre a importância de salvar o rio. “Se as pessoas não despertarem logo para essa situação, poderá ser tarde de mais para o Velho Chico”, alerta.

A preocupação de Zeza tem respaldo nos impactos que grandes projetos têm causado no rio. Mineração, barragens e latifúndios são alguns dos exemplos de atividades impactantes, que poluem o rio, impedem a reprodução dos peixes, desmatam as margens gerando assoreamento e expulsam, bem como limitam, o acesso da população tradicional, pescadores, barranqueiros, ribeirinhos, vazanteiros, quilombolas e indígenas à água para beber, plantar e pescar.

O primeiro Abraço surgiu em 2001 provocado pela Articulação em Defesa do São Francisco, Comissão da Pastoral da Terra e Irmãs da Divina Providência. A Cáritas Diocesana de Januária aderiu e organizou ato que propunha fechar a ponte que liga Pedras de Maria da Cruz à Januária, ação que acontecia em todas as pontes da nascente à foz do rio como forma de dar visibilidade nacional ao impacto ambiental e social que as grandes obras vêm gerando ao rio.

Outras ações em defesa do rio

Em Ibiaí, a Articulação Popular São Francisco Vivo, junto com a colônia de pescadores, organizam para o dia 4 de outubro, o “Dia do Gole Dágua ao Velho Chico”, um ato simbólico, que conclama os barranqueiros e barraqueiras da cidade a levarem um “Gole Dágua” de suas casas até o rio, simbolizando o desejo e compromisso popular para um São Francisco revitalizado. Na programação com os pescadores, está previsto panfletagem na cidade de Ibiaí e Pirapora, durante o domingo. Na terça, dia 4 de outubro, em Ibiaí, haverá das 07 às 15:00 horas – contadores de histórias e exposição fotográfica de João Zinclar. Às 15:30 horas, será o momento de manifestação das escolas de Ibiaí e pescadores (apresentações diversas focando a revitalização do rio). À noite haverá filme na praça sobre o rio.

About these ads

Sobre Pri

Comunicadora popular da rede ASA(articulação do semiárido brasileiro), Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais e contribuo com a rede Amigos de Januária.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Realização

Amigos de Januária

Apoio

TRANSLATOR

Junte-se a 1.514 outros seguidores

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.514 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: